IV Encontro de Meteoritos e Vulcões 2013

Banner

Você nos Eventos

Encontre sua foto nos eventos do Setor de Meteorítica do Museu Nacional
Banner

Enquetes

O que NÃO é um tipo de meteorito?
 
 
METEORITOS
 
Meteoritos são fragmentos de corpos extraterrestres que sobrevivem a passagem atmosférica como grandes meteoros (bólidos) atingindo o solo.
Podem ser vistos cair ou encontrados no solo.
 
Existem três tipos básicos de meteoritos
 
varre-sai red2 casimirored2 quijingred2
rochosos - como pedra metálicos - como aço mistos - rocha + aço
 
 
  

É muito difícil imaginar como é uma pedra descrita ao telefone.
Por favor, dê preferência por mandar e-mail com foto do suposto meteorito.

 

PRESTE ATENÇÃO NESTE DADOS BÁSICOS

  • Pedras de raio ou couriscos não são meteoritos: As pedras em formatos pontudos que segundo dizem aparece depois de um raio atingir o solo não são meteoritos e sim artefatos indígenas.
  • Meteoritos não são pedras pretas: Eles são escuros apenas por fora com uma fina película chamada de crosta de fusão. Por isso é muito importante que se veja o interior da pedra.
  • Meteoritos metálicos não são cor de grafite : Os meteoritos metálicos por dentro apresentam cor de aço e não cor de grafite ou avermelhados como ferrugem.
  • Meteoritos são atraídos por ímãs: Praticamente quase todos meteoritos são atraídos por ímã, mas não são magnéticos. Portanto se tua pedra não for atraída por ímã a não ser que tenha sido vista cair e apresnte uma crosta de fusão não é meteorito.
  • Nem toda pedra que é atraída por ímã é meteorito : Existem muitos minérios e pedras terrestres que são atraídas por ímã, um exmplo é o basalto que é uma rocha terrestre preta e pesada que é atraída por ímã. Portanto pedras pretas por dentro não são meteoritos.
  • Meteoritos são pesados : Os meteoritos são em geral um pouco ou muito mais pesados que as rochas terrestres de mesmo tamanho.
  • Meteoritos não são radioativos : Apesar de ficarem expostos por milhões de anos aos raios cósmicos os meteoritos não existe o perigo de serem radioativos.
  • Meteoritos não são pedras bonitas: : Se voce encontrou uma pedra bonita e diferente mas que não possui um fina crosta de fusão por fora, ela provavelmente não será um meteorito
  • Pedras arredondadas e polidas não são meteoritos: Os meteoritos apresentam superfície áspera e com depressões nunca lisas, redondas e polidas como pedras de rio.
  • Meteoritos não são furadinhos: Apesar de apresentarem sulcos na superfície por dentro eles não são cheio de furinhos como uma esponja

 

Quanto vale um meteorito?

Meteoritos são valiosos tanto para a ciência como para colecionadores e seu valor irá depender de sua classificação, (existem pelo menos 50 tipos diferentes de meteoritos) quanto mais raro mais valioso. O Angra dos Reis, meteorito brasileiro que deu nome a um tipo de meteorito, os angritos, é um dos mais raros e valiosos do mundo.

 

Para um meteorito passar a existir oficialmente e ter algum valor ele tem que ser submetido ao NomCom aprovado e publicado no Meteoritical Bulletin. Isso só ocorre após ter sido estudado por um centro de pesquisa e uma amostra tipo de pelo menos 20 gramas depositada em um museu credenciado como o Museu Nacional e mais umas 30g que será utilizada para pesquisa em laboratórios.

 

Meteoritos não perdem o valor se forem cortados, ao contrário só possuem valor se forem estudados, mas não saia cortando sua pedra entes de entrar em contato pois poderá estar cortando um artefato indígena.

 

gráfico meteoritos

 

> ACESSE TAMBÉM:

Setor Meteorítica - Museu Nacional
Canal YouTube - Setor Meteorítica MN/UFRJ
Meteoritos Brasileiros

Cruz del Sur - Monzôn
Meteorito - Moutinho

 
O Meteorito de Bendegó E-mail


O Bendegó é o maior meteorito brasileiro conhecido até o momento. Pesa 5,36 toneladas e mede 2,15m x 1,5m x 65cm. De formato meio achatado, lembra uma sela de montaria. Trata-se de uma massa compacta, composta principalmente de ferro e níquel, contendo outros elementos em quantidades menores (ver tabela 1).

 

Apesar do seu colossal tamanho, ele já não mais figura entre os dez maiores do mundo, muito embora fosse o segundo em peso e medida à época do seu descobrimento (ver tabela 2). Foi descoberto no interior da Bahia e hoje se encontra na sala de meteoritos do Museu Nacional do Rio de Janeiro.

 

A seguir contaremos a história da sua descoberta e do engenhoso transporte de que foi alvo até a cidade do Rio de Janeiro. 

 

Leia mais...
 
Crateras Meteoríticas no Brasil E-mail


As crateras de impacto são estruturas formadas quando um planeta ou satélite é atingido por meteoritos gigantescos. Os projetos espaciais mostraram que não só a Lua , mas todos os corpos do nosso Sistema  Solar  foram bombardeados intensamente por meteoroides durante sua história mostrando como cicatrizes a superfície recoberta por crateras de diversas dimensões nos planetas onde as atividades geológicas sessaram a milhões de anos atraa como: a Lua, Mercúrio, Marte e as luas dos planetas gigantes.. na Terra entretanto, que deve Ter sido tão bombardeada ou mais que a Lua, as crateras são continuamente apagadas pela erosão e redeposição bem como por vulcanismo e atividades tectônicas. 

Leia mais...
 
Distribuição de meteoritos E-mail


Os meteoritos cujas quedas são observadas são chamados de “quedas”, quando são encontrados sem estarem relacionados a uma queda são considerados “achados”. Apesar dos meteoritos caírem aleatoriamente na Terra, sua recuperação varia muito de uma região para outra devido a diversos fatores, mas principalmente a interação humana.

Leia mais...
 
Copyright © 2014 Meteoritos. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um Software Livre com licença GNU/GPL v2.0.
 

Caçadora de Meteoritos

Como Campari só eu sou assim
Banner

Tem Et?

Banner