Wadi Rum: O Deserto do Filme Perdido em Marte

Deserto é tudo igual? Não na Jordânia… O país possui a maior parte de seu território formado por áreas desérticas, mas é no Wadi Rum, um vale de areia e montanhas de pedra em tons avermelhados, que esse tipo de paisagem mostra todo seu esplendor!

O Wadi Rum, também conhecido como “O Vale da Lua” devido as suas formações rochosas, é um lugar de extremos. A natureza mostra toda sua força, em condições meteorológicas que desafiam a vida humana. O cenário, praticamente inalterado pelo homem, é esculpido por ventos, que ergue e dá forma a imponentes labirintos de arenito e granito.

Mais do que um lugar bonito, o Wadi Rum é um ponto de encontro. Da terra quente com as noites frias de céu estrelado, camelos incansáveis e seus donos; turistas em busca de novas experiências e as tradições da cultura nômade beduína. Além dos passeios de 4×4, a grande atração do lugar são os acampamentos. É possível passar a noite em tendas e desfrutar de banquetes fartos preparados na fogueira, tudo isso acompanhado de danças e música árabe.

Famoso por ter servido de locação para o clássico filme Lawrence da Arábia (1962), esse deserto voltou a emprestar sua paisagem para o cinema hollywoodiano produzir Perdido em Marte (2015), com Matt Damon. Wadi Rum é um dos poucos lugares do mundo praticamente intocados pelo homem e a escolha do cenário para recriar Marte não poderia ter sido melhor. A sensação é mesmo de estar em outro planeta, inabitado, onde o silêncio predomina a maior parte do tempo e a paisagem é dividida em uma imensidão de areia e rochas de até 1.800 metros de altura.

Os povos nômades que habitam a região por séculos se adaptaram ao estilo de vida único do lugar, superando todos os obstáculos. Na ausência de água, ramos secos que nascem no deserto servem como sabonete natural, produzindo até espuma. Onde não há tinta ou papel, montanhas de pedra servem como tela, com gravuras rupestres imortalizadas há mais de 4.000 anos. Nem o calor, o vento ou as tempestades de areia podem negar: há vida no deserto!

Fonte: Guia de Destinos | Vontade de Viajar

O Prof. Dr. João Wagner de Alencar Castro, geólogo do Museu Nacional/UFRJ, está lançando uma série de vídeos de viagens no canal dele no YouTube!
Tem um específico que é sobre esse deserto, visitado por ele neste ano! Confira abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *