Meteoríticas estão em Santa Filomena/PE para Analisar Novo Meteorito

“Chuva de pedras” de até 30 cm de diâmetro atingiu a cidade de Santa Filomena na última quarta-feira (19/08)! Fragmentos do meteorito que caiu no Sertão de Pernambuco são da época da formação do Sistema Solar! O grupo das Meteoríticas, mulheres cientistas, está na região para apurar os fatos e recuperar amostras deste novo meteorito brasileiro, que em breve será registrado oficialmente em um banco de dados internacional! Acompanhe conosco as últimas informações e assista a uma LIVE especial hoje às 22h!

Pesquisadoras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) chegaram ao município de Santa Filomena, no Sertão de Pernambucano, a 719 km da capital, Recife, para analisar fragmentos do meteorito que caiu na região na última quarta-feira (19/08), por volta das 10h ~ 10:30. Alguns deles chegam a 30 centímetros de diâmetro. Este é o primeiro acontecimento do tipo (com recuperação de amostras) registrado no Brasil neste ano.

Trata-se de um meteorito do tipo condrito, que são rochosos e não foram modificados devido à fusão ou diferenciação do corpo de origem:

“A maioria dos meteoritos que cai é deste tipo. Mas eles são muito importantes porque mostram a formação do Sistema Solar. Eles são relíquias que não se modificaram desde a época da formação do Sistema Solar, há 4,56 bilhões de anos”, afirmou a pesquisadora, astrônoma e curadora da Coleção de Meteoritos do Museu Nacional (MN/UFRJ), Maria Elizabeth Zucolotto.

Moradores de Santa Filomena, no Sertão de PE, encontraram fragmentos do meteorito. Foto: Edimar da Costa
Moradores de Santa Filomena, no Sertão de PE, encontraram fragmentos do meteorito. Foto: Edimar da Costa

O meteorito ganhará o nome de Santa Filomena e a cidade irá integrar os registros científicos do Boletim Internacional de Meteoritos (Meteoritical Bulletin Database):

“O nome da cidade vai ficar registrado cientificamente no Meteoritical Bulletin, na história da Meteorítica como sendo uma das poucas cidades no Brasil em que foram recuperados meteoritos, porque meteoritos caem constantemente. Recentemente, caiu um nas redondezas da cidade de Arcoverde (PE), mas ninguém encontrou nada. Esse aqui caiu na cidade, atingiu telhados e até no Centro da cidade mesmo foi encontrado, o que favorece o seu achado”, confirmou a pesquisadora.

O fenômeno assustou moradores que relataram ter ouvido uma forte explosão no céu (“barulho estrondoso”) e, em seguida, perceberam as pedras caindo em diversos locais (“caíram  objetos tipo pedras escuras, como resíduos de raios”). Várias pessoas também viram uma fumaça no céu, no momento da explosão.

Na Vila Caramari, alguns fragmentos caíram próximo à uma construção e por pouco os trabalhadores não foram atingidos. Já no Centro da cidade, caíram outros com formato de pedras escuras. O mais assustador aconteceu em uma residência na Cohab, caindo dentro de uma casa e causando risco aos moradores.

Desde quarta-feira, a cidade está sendo sediada por geólogos, pesquisadores e colecionadores do país e estrangeiros, em busca dos fragmentos do meteorito para estudo e exposição. Embora moradores tenham encontrado muitas amostras, os pesquisadores estão encontrando dificuldade para adquiri-las.

A Dr.ª Maria Elizabeth Zucolotto foi acompanhada por Amanda Araujo Tosi, química e técnica do LABSONDA, do Instituto de Geociências (IGEO) da UFRJ, e André Moutinho, colecionador também do Rio de Janeiro.

Nesta semana, irão integrar o grupo das Meteoríticas a astroquímica Diana Paula de Pinho Andrade, professora no Observatório do Valongo (OV/UFRJ), e a geógrafa Sara Nunes Soares, técnica no Laboratório de Geotecnia Professor Jacques de Medina (COPPE/UFRJ).

O Grupo de Astronomia Astro Agreste também está na cidade, representado por José Carlos de Medeiros Junior e Wagner José de Morais.

Fragmentos que atingiram 2 casas em Santa Filomena.
Fragmentos que atingiram 2 casas em Santa Filomena.
Com o morador de uma das casas atingidas.
Com o morador de uma das casas atingidas.

Devido à importância do ocorrido, a BRAMON (Brazilian Meteor Observation Network), que estudou o caso a fundo, realizará uma LIVE hoje, 22/08 (sábado), às 22h, em seu canal do YouTube! A entrevista abordará tudo sobre a chuva de meteoritos em Santa Filomena num bate-papo especial com:

  • Edimar Costa (morador que encontrou um fragmento do meteorito);
  • Elizabeth Zucolotto;
  • André Moutinho;
  • Carlos di Pietro;
  • Lauriston Trindade;
  • Marcelo Zurita.

Assista abaixo! Contamos desde já com sua participação!

Notícias:

8 comentários em “Meteoríticas estão em Santa Filomena/PE para Analisar Novo Meteorito

  1. Cícero Vicente de Souza Responder

    Boa noite nao sou de santa filomena mais tenho uma pedra em que parece ferro derretido emconttada em um terreno em um sitio porem comparando com pedra preciosa ela e identica. Favor mandar um contato pra analize .

Deixe uma resposta para Meteoritos Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *